View Single Post
Old 06-16-2005, 09:59 AM   #1
kimusubi0
 
kimusubi0's Avatar
Dojo: Estádio Universitário de Lisboa
Location: Linda-a-Velha
Join Date: May 2001
Posts: 83
Portugal
Offline
Gesto (ou movimento) sob patente?

Quando bebemos um copo de água, não é o movimento duma escola particular que utilizamos.
O movimento se rege por regras universais que não pode abafar a diversidade.

Desta forma, se o Aikido é abordado a escala universal, não há um movimento "Iwama Ryu", um movimento "Aikikai" ou um movimento "X". Há escolas diversas, para abordar a aprendizagem do movimento duma maneira diversa, e sobretudo com objectivos e motivações diversas.

A universalidade de beber um copo de água exprima-se sempre duma maneira diferente a escala individual.

Na escola dos pais, a mesma intenção exprima-se duma maneira diferente a escala individual.
É perfeitamente aceitável de não ser obrigado de seguir o mesmo trajecto para produzir a mesma intenção.

Mas voltando a repisar o mesmo: beber um copo de água requer o respeito de regras universais tal como a vertical e a horizontal.
Quem é o dono destes factores de prática?!? Elas pertencem obviamente a nenhuma escolas.

Os factores de prática são interiorizados pelo indivíduo que as estudas directa ou indirectamente.

É um pouco como a aprendizagem da postura duma criança:
Se gritamos: "PONHO-TE DIREITO!!!" A criança estremece, endireita-se repentinamente (como na tropa), contraindo-se, e cinco minutos mais tarde volta a ficar toda torta. Má vontade? Obviamente que não! É preciso ensinar essas coisas de maneira a constituir uma assimilação e interiorização. É necessário que a postura se torna natural.

Pegando o famoso copo de agua meio cheio, e sendo ligeiramente empurrado pelo lado, um sinal de alarme vai surgir, para me avisar que algo esta a acontecer.
Se tomei o habito de estar direito naturalmente, e que numa circunstancia qualquer, perco esta qualidade, os movimentos produzidos pelo meu corpo vão ter tendência a ser menos económicos (ou obriga a um esforço suplementar dispensável). Provavelmente a adaptação axial vai surgir.

Os factores de prática são as condições nas quais as técnicas se realizam.

O movimento não é qualquer coisa que podemos registrar sob patente (é assim com a vida também), ou algo que podemos "congelar" para melhor o comercializar como um produto (é verdade hoje que o desporto, e as multinacionais que o apoia, estão cada vez mais interessados a tornar os indivíduos uns consumidores, sem nenhum <ou muito fraco> sentido critico).

As escolas dos pais não "foi criada" para se perpetuar, mas para nós tornar um pouco mais livre e autónomo.

As escolas ("estilos") de Aikido são os diversos meios para realizar o gesto de Aikido. Algumas podem ser bem sucedidas, outras não.

Se várias conseguem a proeza de "ter sucesso", não quer dizer que devemos não sentir na obrigação de negar "este sucesso".

Pode haver várias pedagogias para praticar o Aikidô.

Jean-Marc
____________

"Tu as le droit à l'action, mais seulement à l'action, et jamais à ces fruits; que les fruits de tes actions ne soient point ton mobile; et pourtant ne permets en toi aucun attachement à l'inaction. Bh G"
  Reply With Quote